Caixa fará concurso público com 10 mil vagas - Mais FM 100.5.

O time visa reforçar o atendimento para dar conta da abertura de mais 250 pontos de atendimento até o final do ano em todo país.

A CAIXA anunciou nesta segunda-feira (19/07), a contratação de 10 mil novos colaboradores, entre empregados e terceirizados, para fortalecer a rede de atendimento do banco. Serão 4 mil empregados, 5,2 mil estagiários e adolescentes aprendizes, e cerca de 800 recepcionistas e vigilantes. O time visa reforçar o atendimento para dar conta da abertura de mais 250 pontos de atendimento até o final do ano em todo país. O edital deverá ser lançado em setembro.

Está prevista a contratação de 4 mil empregados ao todo, sendo que 3 mil deles serão convocados do concurso vigente, a depender ainda de autorização da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) para ampliação do quadro de pessoal da CAIXA. Além disso, haverá mil vagas para pessoas com deficiência (PcD), em concurso específico para esse público, com previsão de lançamento de edital até setembro deste ano.

Novo concurso trará mil vagas de nível médio

Os deficientes, para participarem do novo concurso público, precisarão ter o nível médio, já que as vagas deverão ser para técnico bancário. A carreira tem ganhos de R$3 mil, conforme consta no site da Caixa Econômica Federal. Com as vantagens, o valor chega a R$4.486,03. O regime de contratação é o celetista. Veja os benefícios que os funcionários da Caixa têm direito:

  • Auxílio refeição/alimentação – R$ 831,16 (já somado no valor de R$4.486,03)
  • Auxílio cesta/alimentação – R$ 654,87 (já somado no valor de R$4.486,03)
  • Auxílio 13ª Cesta Alimentação – R$ 654,87 (já somado no valor de R$4.486,03)
  • Auxílio Creche/Babá – R$ 502,98
  • Possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional;
  • Participação nos lucros e nos resultados, nos termos da legislação pertinente e do acordo coletivo vigente;
  • Possibilidade de participação em plano de saúde e em plano de previdência complementar;
  • Possibilidade de participação em programa de elevação da escolaridade e desenvolvimento;
  • Programas de preservação da saúde, qualidade de vida e prevenção de acidentes; 
  • Contrato de trabalho regido pela CLT e, portanto, com direito a FGTS, dentre outras vantagens.

A carga de trabalho é de seis horas diárias, totalizando 30 horas semanais. Entre as principais atribuições do técnico bancário estão:

  • Prestar atendimento e fornecer as informações solicitadas pelos clientes e público;
  • Efetuar todas as atividades administrativas necessárias ao bom andamento do trabalho na Unidade;
  • Operar microcomputador, terminais e outros equipamentos existentes na Unidade;
  • Instruir, relatar e acompanhar processos administrativos e operacionais de sua Unidade;

A instituição não deu detalhes de como virá esse edital, mas a tendência é que siga os moldes da última seleção, aberta em 2014. Na época, os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva e redação. A banca foi o Cebraspe.

Programa Adolescente Aprendiz

O Programa Adolescente Aprendiz tem como objetivo proporcionar conhecimentos teóricos e práticos necessários ao desempenho de uma profissão e promover a inclusão social de adolescentes. O programa promove a capacitação profissional em serviços bancários e administrativos, ao mesmo tempo em que estimula a prática da cidadania, de valores éticos e profissionais. A contratação de aprendizes para atuação na CAIXA ocorre por meio de parceria com entidades sem fins lucrativos, selecionadas por meio de chamada pública e conveniadas para essa finalidade, conforme a Lei de Aprendizagem.

Estagiários

As vagas de estágio serão providas por candidatos que já foram aprovados em processo de seleção realizado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Caso seja identificada a necessidade de abertura de mais vagas, novas seleções poderão ser feitas pelo CIEE futuramente.

Vigilantes e recepcionistas

Para provimento do serviço de vigilância e recepção em suas unidades, a CAIXA realiza a contratação de empresas especializadas em tais serviços, sempre em observância à legislação vigente. Para a contratação dos profissionais, as empresas devem observar as normas legais relacionadas às atividades de vigilância e recepção, assim como as exigências contratuais.

“A Caixa ressalta que a alocação de serviço de vigilância e recepcionistas ocorrerá em todo o território nacional, variando de acordo com a demanda das unidades”, finaliza a Caixa Econômica Federal, em nota.

Da redação Cultura Sul com informações da folha dirigida

Comentários