Acidente entre ônibus e caminhão deixa dezenas de mortos no interior de SP.

A Polícia Militar trata o acidente como o maior do ano.

Imagem: Reprodução/GloboNews.

FONTE:UOL

Um acidente entre um ônibus e um caminhão provocou ao menos 41 mortes e deixou mais dezenas de feridos na manhã de hoje. O Corpo de Bombeiros de Piraju disse ao UOL que recebeu o primeiro chamado para atender a ocorrência às 6h45 da manhã. A batida aconteceu na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, entre Taguaí e Taquarituba, na região de Avaré, no interior de São Paulo.

De acordo com informações do governo estadual de São Paulo junto à Polícia Rodoviária, o número, que inicialmente era divulgado como sendo de cerca de 20 vítimas, chegou a 41 óbitos no fim da manhã.

Segundo a Polícia Militar, o acidente ocorreu no km 172 da rodovia, em Taguaí, e o ônibus levava 53 pessoas, que eram funcionárias de uma empresa têxtil, para o trabalho.

A Polícia Militar trata o acidente como o maior do ano, de acordo com o tenente Alexandre Guedes. "É a maior ocorrência de acidente com vítimas fatais nas rodovias neste ano. Não há mais sobreviventes no local. Todos os sobreviventes foram socorridos", disse ele, à GloboNews. Segundo ele, a primeira hipótese é de que uma ultrapassagem poderia ter causado o acidente, mas as investigações ainda estão em estágio inicial.

Pouco mais cedo, Edson Winckler Filho, capitão do Corpo de Bombeiros, havia confirmado que 37 mortes haviam sido identificadas, entre pessoas presas nas ferragens e outras já retiradas.

"Estou aqui no local acompanhando a operação deste trágico acidente. Algumas vítimas foram socorridas antes da chegada do Corpo de Bombeiros. No local os bombeiros estão realizando a extração destas vítimas, a retirada destas vítimas que estavam fora deste ônibus e estão no interior ainda", acrescentou o capitão.

O Corpo de Bombeiros de Piraju também informou ao UOL, às 10h30, que os Bombeiros ainda estão no local realizando os trabalhos em conjunto com a Polícia Rodoviária local. De acordo com a corporação, até o horário, ainda não havia a quantidade exata de vítimas fatais. Duas pistas foram interrompidas devido ao acidente.

Segundo a GloboNews, todos os corpos das vítimas serão encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) de Avaré.

Segundo o UOL apurou, a fábrica em que trabalham os funcionários é a Stattus Jeans. As vítimas estão sendo levadas para os hospitais de Taguaí, Fartura, Taquarituba.

Empresa diz que ônibus era contratado por funcionários

O advogado da empresa Stattus Jeans Indústria e Comercio Ltda, Emerson Fernandes, afirmou ao UOL que o ônibus era uma espécie de 'lotação' contratada pelos próprios funcionários, sem ligação direta com a Stattus Jeans. Todos os cerca de 45 ocupantes eram da cidade de Itaí, informou o advogado.

"Estamos trabalhando junto com o senhor Gustavo, da prefeitura de Itaí na intenção de liberar os corpos o mais rápido possível para ajudar nos velórios em Itaí. Todas as pessoas eram desta cidade. É importante dizer que o ônibus não tinha ligação com a empresa, era tipo uma terceirizada contratada pelos funcionários, como se fosse uma lotação para vir para o trabalho em Taguaí", disse Fernandes, acrescentando que a empresa está consternada com o ocorrido

A Star Turismo, empresa dona do ônibus envolvido no acidente, informou que os dados do acidente estão sendo apurados.

"Muitas informações desencontradas e, no momento, todos os esforços sendo direcionados para o socorro das vítimas. Assim que obtermos informações a empresa emitirá uma nota", explicou.

 

Comentários