Vereador de Altônia é alvo de operação por fraudes contra Copel e Sanepar.

Ele é acusado de recrutar pessoas e alicia-las para ajuizar ações contra as empresas

A Polícia Civil do Paraná está nas ruas, na manhã desta quarta-feira (28), para cumprir mandados judiciais contra um vereador da cidade de Altônia, Noroeste do Paraná. O homem é suspeito de envolvimento em fraudes contra a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) e Tim. 

A ação é um desdobramento da operação deflagrada na terça-feira (27), a qual resultou na prisão de dois advogados e na apreensão de diversos documentos e celulares, além do bloqueio de contas bancárias e demais bens.

Após ouvir 20 testemunhas, a PCPR chegou até o nome do vereador e descobriu que ele era responsável por recrutar pessoas e alicia-las para ajuizar ações contra as empresas, alegando que era possível ganhar dinheiro com o sucesso da ação. Todas as pessoas ouvidas afirmaram que foram procuradas por ele. 

O delegado Leandro Farnese Teixeira irá apresentar o resultado da ação, bem como fornecer outros detalhes da investigação durante coletiva crime imprensa nesta manhã. 

Redação Catve.com

Comentários