Ecad lança campanha focada nos eventos de Réveillon.

  • 16/11/2023
  • 0 Comentário(s)

Ecad lança campanha focada nos eventos de Réveillon.

Fonte/imagem: Portal Sucesso

O Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) lançou nesta quinta-feira, 9, uma campanha com foco nos eventos da virada de ano que usarão música ao vivo ou mecânica como atrativo. No Réveillon 2022/2023, o país teve um total de 5.355 shows e eventos que recolheram direitos autorais a partir de guias emitidas pelo órgão. Esse número representa um crescimento de 81% em comparação ao Ano Novo de 2021/2022, quando foram registrados 2.959 shows e eventos. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais concentraram mais de 50% dos shows e eventos do país.

Intitulada “Celebre com alegria o fim de ano e mantenha a música viva”, a campanha conta com landing page e vídeos institucionais para destacar a importância de remunerar os criadores de música. Ações como essa são fundamentais para reforçar a importância da música para os negócios e a diferença entre cachê e pagamento de direitos autorais. O primeiro é o valor pago ao artista ou à banda por sua apresentação ao vivo ou suas horas de trabalho diante de sua contratação. Já o direito autoral de execução pública é o valor a ser pago pelo promotor do evento por meio do Ecad aos compositores das músicas tocadas.

“As festas de fim de ano movimentam a economia de estados e municípios e a música é um componente primordial para as comemorações. Nessa época, o mercado musical incentiva a produção cultural e fortalece o turismo, já que o Réveillon reúne milhares de pessoas em diversos locais do país. Todo e qualquer evento festivo é fundamental para remunerar aqueles que vivem de suas criações musicais, principalmente os compositores. Eles têm os direitos autorais sobre as suas canções e para utilizá-las publicamente é necessário que eles concedam uma autorização para isso, o que significa o licenciamento musical obrigatório feito pelo Ecad”, diz a superintendente executiva do Ecad, Isabel Amorim.

As emissoras de rádio e Tv pagam mensalmente ao Ecad o direito autoral de todas as músicas executas, cabe agora aos demais orgãos públicos ou privados fazer o mesmo.

O cachê das apresentações ao vivo e dos DJs não substitui o pagamento do direto autoral. O cachê é a remuneração paga pelas horas de trabalho dos profissionais que ali estão, enquanto o direito autoral é destinado aos compositores e demais artistas das músicas tocadas em eventos, casas de festas, clubes, restaurantes etc.


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 10

top1
1. DESEJO IMORTAL

Gusttavo Lima

top2
2. ERRO GOSTOSO

Simone Mendes

top3
3. OI BALDE

Zé neto e Cristiano

top4
4. NOSSO QUADRO

Ana Castela

top5
5. LEÃO

Marília Mendonça

top6
6. FIM DO MUNDO

Gustavo Mioto

top7
7. FELIZES PARA SEMPRE

Maiara e Maraisa

top8
8. TRAUMATIZEI

Henrique e Juliano

top9
9. MANDA UM OI

Guilherme e Benuto

top10
10. FREQUÊNCIA DE SAUDADE

Diego e Victor Hugo


Anunciantes